Ahh Saudações Senhores;
 
A copa ta rolando e causando as polemicas, porem, esta também agradando muitos gringos por aí e está sendo tão agradável que até milagres estão acontecendo! Sim senhores, aquele papo de que não se faz copa/estádios com hospitais é a pura verdade, as pessoas são curadas dentro dos estádios. Pra que hospitais não é verdade? Veja uma noticia que mostra o ato de cadeirantes se levantando durante os jogos da copa, e tire suas conclusões, se é milagre ou se é uma cilada, bino.
 
 
De um lado, a escassez de ingressos comuns oferecidos pela FIFA. Do outro lado, o grande número de ingressos especiais sobravam nas bilheterias. Os ingressos especiais contemplam deficientes, cadeirantes, obesos, pessoas com mobilidade reduzida, estudantes e idosos. Além do grande número desses ingressos, os mesmos também eram vendidos a preços menores do que os ingressos comuns.
Esta situação acabou gerando uma série de acontecimentos duvidosos dentro do estádio, tais como torcedores com aparência de trinta anos portando ingressos para idosos, carteiras de estudante falsas e até mesmo cadeirantes que se levantavam durante comemorações nas partidas. A 32º DP Itaquera reuniu cerca de vinte e duas imagens de circuitos internos e dez imagens fornecidas por torcedores que presenciaram as cenas inusitadas e vem investigando o caso desde então.

Porém, há casos de pessoas que usam cadeiras de roda e conseguem ficar em pé, o que foi ignorado pelo dirigente em sua declaração. Em um comunicado oficial, a Fifa diz que “os clientes que solicitaram e compraram ingressos para pessoas com deficiência devem obrigatoriamente comprovar o direito a tais ingressos no momento da retirada e na entrada do estádio. Se o cliente não puder fazer essa comprovação, poderá ter o ingresso cancelado”.
Além de cadeirantes – com direito a acompanhante -, pessoas obesas e com mobilidade reduzida também podem comprar assentos especiais. Na hora da compra dos bilhetes, a Fifa pede que os torcedores “forneçam detalhes sobre a sua deficiência ou necessidades de acesso na seção de observações da sua solicitação de ingresso”. A entidade cita como exemplos de comprovação: “atestados médicos que contenham o CRM do médico e um código CID, um cartão de estacionamento para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, um “Passe Livre” ou outro cartão municipal de transporte para pessoas com deficiência, ou carta de aposentadoria por invalidez do Ministério da Previdência Social”.