raul-limma-o-mister-playMais ou menos em junho de 2014, conheci o Mister Play na rede social NerdSky, uma das diversas cópias da SkyNerd que surgiram após a mesma ser descontinuada pelo Jovem Nerd (até hoje sou inconformado com isso).

Sempre gostei de escrever, e decidi começar a jogar minhas palavras na internet. Ele viu um conto que postei nesta humilde (e terrível) rede social, e decidiu me trazer para o site (a propósito, este era o conto: As Inverdades Políticas). Eu, que na época era ainda mais molecão do que hoje em dia, impulsionado pelo gesto de nobreza do Mister Play, resolvi tacar texto pra tudo quanto é lado.

Foi assim que acabei tendo contato com a galera do Coliseu De Ideias, liderada pelo sempre calmo e paciente Tio Kinho. Até cheguei a participar de dois episódios do podcast deles e escrevi um pouquinho por lá. E lá conheci também o meu amiguinho virtual Raul Limma. Este cara que tem gosto muito peculiares, assim como eu, e que aprendeu tudo o que sabe na marra.

Pois bem, Raul sempre foi apaixonado por música. Ele, com muita dedicação, aprendeu sozinho a produzir sua própria música. Com seus instrumentos, microfone e computador, ele gravou e editou cinco músicas, que compõem seu primeiro álbum demo, “Álbum Laranja ou Como Eu Deixei De Me Preocupar E Amar A Lamma”.

Composto de 5 músicas de MPB feitas com muito esmero, o álbum está disponível gratuitamente no site do próprio cantor, “http://www.raullimma.com/”, para que todos possam apreciar, e se quiserem, dar 1 real pra ter aquela faixa que te tocou mais pertinho do coração.

Eu particularmente adoro todas as músicas, mas a minha preferida do cara, é “O Céu não é mais tão azul”, que se encontra abaixo. Aproveite.

Por Delatorre