comic con experienceSaudações Senhores;
Hoje não será o Dudu nem o Jordão que contará as experiencias de uma viagem ou visita em eventos, e sim eu, o Lucas! Eu vou tentar ser bem objetivo em minhas palavras, pois acredito que a CCXP, é sem dúvida, um dos eventos mais conhecidos dentro do país depois do carnaval. Ou não.

Meu dia começou por volta de 4:15 da manhã, pois o ônibus da caravana estaria saindo daqui da cidade às 6:15 da matina, portanto eu precisava estar cedo no ponto de encontro. Com minha mochila recheada de acessórios e coisas para sobrevivência num evento que duraria mais de 10 horas, eu parti para o tão esperado dia de caminhadas e “curtição” no bom sentido. A minha primeira impressão ao chegar no  São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, lugar onde aconteceu a CCXP, foi a organização e a facilidade de localização dos portões de entrada, pois tudo estava muito bem sinalizado e muito bem administrado, e isso levando em conta o tempo de espera na fila, pois afinal chegamos la às 8h00, e o evento só abriria às 10h. Logo na fila dentro do estacionamento, era possível presenciar alguns funcionários fazendo aquele aquecimento com a galera, gritando frases como “Vai ser épico” ou “Viva o Épico” ao som de muita musica de diversos tipos, tocando justamente pro pessoal não se sentir entediado enquanto o evento não abre.

e5d02554-744a-4a8c-89fa-82b7123aeb03Às 10h finalmente os portões abriram, e as filas começaram a caminhar de forma até que rápida, o que me impressionou muito, pois havia muita gente naquele dia (4). Com o fluxo de gente andando em direção ao centro de convenção de fato, era hora de colocar a credencial, e estar munido do E-Ticket (Um papel que segundo a organização, te daria o direito de sair e entrar na convenção a hora que quisesse). Catracas e pessoas a porta nos recebiam com uma musica épica logo de cara, pra você se jogar na emoção de ver aquele grandioso evento e criar uma baita primeira impressão. Ouça no player abaixo e sinta as emoções.

ccxpDepois de muito esperar, finalmente estou dentro do evento, e com aquela cara de bobo, pude ver que realmente o evento não mentia quando dizia ser o MAIOR EVENTO DE CONVENÇÃO NERD GEEK DO MUNDO! Estandes, luzes, barulhos e pessoas, cercavam meus olhos e ouvidos me deixando por um instante bem confuso, sem saber por onde começaria aquele dia puxado. Deixando o impressionismo de lado, fui atras de um guia, onde teria o mapa e as atrações do dia, o que me ajudou muito a não me perder la dentro, pois eram 115 mil², fora os auditórios no piso superior, ou seja, o negocio era grande pra caramba!

Hora de começar a procurar por atrações! Então com o mapa em mãos, decidi dar uma volta de ponta a ponta na feira pra ver meio por cima o que tinha lá, e também pra me organizar e me encontrar no evento. Dado esse giro pela feira, fui logo de cara atras dos nosso amigos do Capa Comics, que estavam localizados no Artist’s Alley, um local onde os artistas expõe seus trabalhos e você pode ir la trocar uma ideia, pegar um autografo, comprar um quadrinho e etc. Depois de falar com eles e de ter adquirido meu exemplar do “Detrito” foi a hora de participar dos painéis e visitar os estandes. Pra que esse texto não fique muito mais longo do que deveria, vou citar apenas os que visitei e dizer o que achei.

53416_w840h525_1481055445img-9166

Pude ver que os estúdios realmente se importaram em trazer o melhor conteúdo para o seu público, para que assim eles possam ter tido uma excelente experiencia na feira. De todos os estandes que passei, como por exemplo: Warner bros., Sony, Netflix, TeleCine, Disney, Panini, e etc, basicamente todos eles me impressionaram de alguma maneira, porem,  o que eu mais curti e que me trouxe uma felicidade imensa, foi o da Warner, pois foi lá que pude conhecer o Carlos Villagrán (Kiko do Chaves) e também dois camaradas que influenciaram muito nosso trabalho aqui no site, o Jovem Nerd e Azaghal. Infelizmente não consegui tirar uma foto com eles, mas só de poder vê-los de perto, ja foi algo significante para mim

Relacionado aos painéis, consegui assistir dois no Auditório Prime, e cá entre nós: Os Auditórios são sinistros! Com direito a fones de ouvido com tradução simultânea e um espaço super aconchegante, eu pude assistir um bate papo com o Peter Kurp, e tambem uma conversa com Yaya Han, uma das três maiores cosplayers do mundo. Cada painel durou cerca de 1 hora.

dsc_0004-1024x681

Voltando para a convenção, depois de visitar quase todos os estandes e a parte dedicada apenas para Animes, era hora de conhecer as lojas e fazer aquelas aquisições totalmente desnecessárias mas que vão te deixar feliz. Muitas lojas de camisetas e artigos colecionáveis se faziam presentes lá, e claro, todas elas com filas (Afinal,  fila era o que não faltava na ccxp). Algumas lojas me deram facadas psicológicas quando mostravam os preços de seus produtos, fazendo com que simples camisetas pudessem custar  nada mais e nada menos do que R$ 79,90. Obviamente tudo dependia de uma boa barganha ou de simplesmente procurar em outro lugar mais em conta, e foi isso o que eu fiz. Comprei algumas bugigangas, quadrinhos e uma camiseta, que já me deixaram bem feliz. Lembrando que a comida nesses eventos, são os olhos da cara, por isso lhe recomendo que leve de casa ou aproveite promoções relâmpagos, como eu fiz.

Por fim, pois esse texto ja esta longo demais, depois de quase 10 horas visitando estandes, participando de painéis, tirando fotos com cosplayers, participando de atrações especiais e vendo celebridades, era hora de ir pra casa. E da mesma maneira que entramos, nós saímos, com organização e empenho dos funcionários para que isso acontecesse.

E o que tenho para dizer desse evento? Apenas magnifico! É difícil através de textos, passar para as pessoas que não foram, o quão produtivo e satisfatório foi essa convenção, e que também ela pode ter as mesmas experiencias que eu tive indo ano que vem! Vale ressaltar que existem milhares de feiras e convenções por aí, mas quando se trata de uma feira Nerd Geek, o que se manifesta no ambiente é o RESPEITO. Ali você encontra o gordinho vestido de Hulk, mas também encontra o fortão de academia vestido de Hulk, ou o magrinho pintado de Hulk, porem, todo mundo se respeita, todo mundo se diverte, sem precisar agredir ou humilhar quem não está de acordo com a característica física do personagem. Lembrando que apesar de tudo, isso ainda é uma feira, e como toda feira, ela tem seus pontos altos e baixos, mas que são pertinentes devido a grande demanda de pessoas que por ali passa o dia todo.

Mas por fim, confira algumas fotos que tirei no dia, e um VIDEO que gravei la dentro, e quem sabe ano que vem, você não me encontra em algum dia de feira? Por hora é isso, sei que faltou dizer muita coisa, mas como dito acima, esse texto já está longo demais 😛

Este slideshow necessita de JavaScript.